O que começou coma uma proposta amigável entre duas marcas rivais, transformou-se em uma colaboração muito maior do que o esperado. Muitos sabem, porém muitos desconhecem, mas o BK aceitou a ajuda/oferta de um punhado de concorrentes de se juntar para uma causa maior: O dia internacional das nações unidas.

A semana passada, o Burger King convidou o McDonalds por meio de mídias sociais com direito a vídeo explicativo e carta aberta ao público, para que unissem forças e combinassem seus carros chefes e criar o MCWhopper.

Até pareceu um pouco de marketing oportunista para se promover, ao mesmo tempo que alfinetava o principal rival, que recusou a proposta. O Mc Donald’s teve uma resposta que soou um tanto soberba, mas que depois de analisada, foi a resposta perfeita para uma marca que não quer se envolver em fraternizo alimentar.

O CEO do Mc Donald’s Steve Easterbrook sugeriu que as duas grandes marcas pudessem fazer muito mais que uma jogada de marketing para ajudar a causa do Dia da Paz e manteve silêncio desde então.

Nesse meio tempo, outras marcas cobriram esse silêncio, entre elas os famosos (nos EUA) Wayback Burgers, e Krystal Burger e até mesmo o Girafas se ofereceu a ter o lugar do Mc.

Até o Denny’s entrou na jogada!

mcdonalds-americo burger-americo

Ao aceitar essas propostas de braços abertos, o BK dá a volta por cima em relação a rejeição do Mc e ainda sim consegue promover o tão desejado projeto do dia da paz.

Já o Mc Donald’s, desperdiçou uma boa oportunidade de fazer o bem e promover sua marca de maneira positiva, e isso com ou sem o Burger King. Eles simplesmente mantiveram silêncio até o momento.

O tal “Dia da Paz” acontece no próximo dia 21 de Setembro, e o que o Mc Donalds Ganhou com isso? Nada, só a fama de estraga prazeres, seria uma combinação, mas que não vamos provar.

Vamos ver qual é (ou se haverá) o próximo capitulo.