Essa é uma coisa que a maioria dos clientes não gostam de ler ou preferem ignorar por ser mais conveniente, mas é a mais pura verdade, o cérebro criativo também cansa como qualquer outro!

Chega uma hora que simplesmente não dá mais.

muito-cansado-criativo

É uma triste verdade, e um desafio pra quem é da área de publicidade, design, redação, programação, psicologia, marketing… O que acontece é que muito se fala que “a mente criativa não dorme”, mas não é bem assim que funciona. Apesar da criatividade não ser considerada um dom pela ciência, e sim uma atividade que também pode ser estimulada e treinada pro qualquer um como andar de bicicleta, de carro, etc. algumas pessoas tem e outras pessoas não.

Mas voltando ao assunto, muitos pensam que a mente criativa não se esgota, que acordamos todos os dias transbordando ideias, que vivemos no mundo da lua e pelo fato de estarmos acostumados a criar, fazemos isso num piscar de olhos com uma facilidade inigualável. Muitos nem consideram isso um trabalho (acredite, já me disseram pessoalmente e a vontade é de dar um soco na cara da pessoa).

E mais uma vez voltando ao assunto, o nosso cérebro também cansa e se não respeitamos ele para de produzir tudo criatividade e hormônios, que geram vários perigos:

1⃣A qualidade do projeto em questão.
2⃣A qualidade de vida do criativo. (não que isso importe alguns clientes).
3⃣Perda de memória.
4⃣Falsas memórias. (o que é mais grave ainda).
5⃣Braveza e angústia (pra ambos os lados, cliente e criativo).

“Preciso disso para segunda feira”, diz o cliente as 17h da sexta.

sério?

Os clientes precisam entender que por trás desse “cérebro brilhante com habilidades de outro mundo” também existe uma pessoa que gosta e precisa descansar, se destrair, sair com os amigos, com a namorada, paquera, ou simplesmente não fazer nada, pois ainda não inventaram um botão de liga-desliga nem pro corpo nem pra mente. Não adianta fazer uma pressão psicológica, aliás, só piora se fizer.

Talvez assim seja mais fácil compreender:

– Um cantor tem belas e boas cordas vocais, mas se usa-las sem limites ela passará a falhar.

– Um atleta tem uma boa musculatura, um corpo preparado para se exercitar com intensidade, porém se não descansar, certamente seus membros irão falhar.

Levando-se em conta de que o cérebro é um músculo, e que tudo em excesso faz mal, chega-se à brilhante conclusão de que o ele precisa ser desligado com uma boa frequência.

Tudo o que eu sei, é por experiência própria, conversas com colegas e alguns estudos superficiais, mas acredito que se pegar um artigo completo o buraco seja mais fundo, por isso, quando seu cérebro não der mais conta, não adianta tentar pegar no tranco, ele não vai pegar e ponto. Admita que você ou o criativo em questão é um ser humano comum e respeite esse simples fato.