Uma visão lógica.

Quando você está atoa, é muito provável que esteja deslizando seu dedo em alguma rede social, certo? De repente, você se depara com o anúncio de uma empresa ou um negócio que te desperta atenção, já que estão investindo cada vez mais em mídias para redes sociais. Você analisa o anúncio e se ele for do seu interesse, clicará para explora-lo melhor, então você decide visitar o site para analisar melhor.

Ok Américo, ok.. mas e daí?

E daí que você não vai querer sair do seu smartphone ou tablet para acessar o site em questão, você vai abrir através do dispositivo móvel, estou errado? Estamos num mundo onde queremos (e precisamos) simplificar as coisas.

Um dos piores inimigos dos negócios

Quando o site abre, você percebe que demora para abrir, é complicado de navegar e não se ajusta direito na tela do dispositivo. O que você faz? Perde a paciência, o interesse e a aborta a missão. Acredite, isso acontece MUITAS vezes, TODOS os dias. Os sites mais antigos são assim mesmos (diga-se de passagem de 3 a 4 anos pra trás), são pesados e nada funcionais, o que impossibilita uma navegação confortável.

Alerta do Google.
alert

O Google já vem alertando sobre a necessidade dos sites mobile há alguns anos. As empresas que estão à frente já colhem os frutos do investimento em portais para dispositivos móveis. Se o seu negócio ainda não mergulhou nessa onda, saiba que gigante de buscas comunicou a intenção de priorizar sites mobile nos resultados de busca, ou seja: se o seu site não for adequado,ele vai ficar alguns (longos) passos para trás nas buscas e da concorrência.

O que eu devo aprender com isso?

Você deve entender que o mundo não para de mudar e se você não fizer certas adequações, você pode precisar fechar as portas do seu negócio, e se ele for virtual, o alerta é maior ainda, você precisa melhorar sua plataforma para melhorar seus resultados e não perder para a concorrência, capice?

Tenha a visão do cliente
vision2

Pense como se você fosse seu próprio cliente e analise o que você poderia melhorar em relação ã experiência no seu website, não pense apenas no quanto você irá gastar com isso, etende? É como aquela velha frase clichê: “Veja como um investimento e não um gasto”. Gasto de verdade, você vai ter se qualificar (e contratar) um profissional pelo valor deste investimento, aqui vai outra frase: “O barato sai caro” e bota caro nisso!

Precisa de ajuda nesse asunto? entre em contato comigo